» sete vidas

» o melhor cego

» você não pode negar

» 1 poema, 1 miniconto

» 2 poemas

» ilhas

» poema

» família

» poema

» coisa diacho tralha

» auto lá e cá

» o gigante do maracanã

» do you believe in love?...

» carta a uma jovem escritora

» humano vagalume

» o mar de dentro

» brinquedo

» chororô

» mariinha

 
 
 
 
 
 
 
 
Alice Barreira nasceu em Barura, no Amapá, em 1968. Trabalha como enfermeira no Manicômio Municipal de Barura. Publicou por conta própria Pequena enciclopédia de inutilidades (contos, 1987) e já manteve os blogues coralsemvozes e vivernavespera. Como fotógrafa, participou da Quarta Bienal Internacional de Fotografia, com a exposição "A Fé Não Costuma", em Lisboa, 1995. Faz parte de Dedo de moça — uma antologia das escritoras suicidas (São Paulo: Terracota Editora, 2009). Escreve no Patavina's, blogue de seu irmão, o escritor Cesar Cardoso. Em 2014, pretende lançar o livro de poemas Coisa diacho tralha.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
compartilhar: